Análise de projeto

Forma de Atendimento:

Integralmente na Web

Quanto custa:

Taxas variáveis.

O que é

O Plano de Segurança Contra Incêndio e Pânico (PSCIP) é o conjunto de documentos, definido em norma específica, que deve ser analisado pelo Corpo de Bombeiros, sobre os riscos de uma edificação. Já o Plano para Instalação e Ocupação Temporária (PSCIP-IOT) refere-se aos casos em que estruturas e equipamentos vão funcionar em um local por menos de seis meses (como circos, parques de diversões e feiras) e precisam também ser aprovados.

Este serviço serve para que o usuário solicite e acompanhe a análise de projetos de PSCIPs. Empresários e profissionais que atuam na abertura de empresas podem acompanhar os processos online, desde a solicitação até a impressão final dos documentos.

Como solicitar

Acesse o site do Corpo de Bombeiros do Paraná e informe o CNPJ ou CPF, o Tipo do Plano (Permanente ou Temporário) e a Finalidade. Depois, preencha os dados da edificação, do solicitante da análise e do responsável técnico.

Ao concluir esta etapa, abra seu e-mail, copie o código de acesso enviado para o endereço, volte à página de solicitação e cole o código no local indicado. Sem esse preenchimento, o pedido não é finalizado.

Não se esqueça de verificar a lista completa dos documentos específicos a serem apresentados para cada um dos três tipos de ocupação (Temporária, Permanente e Ocupação Temporária em Edificação Permanente).

Prazo

A realização da vistoria não tem tempo definido; varia de acordo com a disponibilidade da unidade atendida pela região do estabelecimento.

O que diz a Lei

Portaria nº 002, de 20 de setembro de 2016

Portaria nº 003, de 20 de setembro de 2016

Normas de procedimento técnico, de setembro de 2016

As Normas de Segurança tratam da prevenção contra incêndio e pânico com vigência em determinadas épocas. São utilizadas como parâmetros para análise: as normas referentes a edificações antigas (anteriores a 1976); existentes (entre 1976 e 2001); o Código de Prevenção de Incêndio (entre 2002 e 2010) e o Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico (a partir de 2011).